Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

 

MADRIGAL

 

Tu já tinhas um nome, e eu não sei

se eras fonte ou brisa ou mar ou flor.

Nos meus versos chamar-te-ei amor.

 

"as mãos e os frutos"

Eugénio de Andrade

 

Fotografia de © William Manning/Corbis

 

 

Apesar da chuva,
Despontam sóis
Num céu
Cor-de-rosa.
 
Apesar da chuva,
Florescem belas margaridas
Das mãos delicadas dos jardins.
Mariposas
Pululam,
Quase pousando nos mil e um botões de rosas rubras.
 
Apesar da chuva
O verão continua crescendo
No ventre da materna invernia.
 
Apesar da chuva,
Adivinha-se já um sol
Naquela abóbada rosada.
Vai envolver-se, ladino,
Matizando as boninas
Com raios cálidos,
Fazendo com que se juntem no chão aveludado,
Incólume de intempéries…
Qual Éden.

 

 



publicado por Cris às 02:11 | link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Fatyly a 20 de Outubro de 2008 às 09:22
"Apesar da Chuva, florescem belas margaridas, das mãos delicadas dos jardins"...e uma vez mais a tua poesia levou-me longe, bem longe...e pensei: apre que acerrtou:)

Vi aqui pertinho a margarida que está tão longe...linda, linda, linda, e são estes laços que me fazem andar na net, que embelezam "madrigais".

Beijos miúda e outros para as minhas netas uiiiiiiiiiii tá quasi:):):)


De Cris a 21 de Outubro de 2008 às 03:03
Tá quase, sim, Mãezona!
Nem sabes o que eu chorei, quando a vi, ali. Tão lindos, todos, viste? São tão lindos, Minha Querida!
Há lá felicidade maior do que esta de ser Mãe, e, te ter, assim, tão minha...Mãe, também :-)
Não fosses tu e não a teria visto ali, tão linda, e, a eles, todos, tão doces!

Beijo dou-te eu, nas tuas mãos, sempre!
Obrigada, Amiga!


Comentar post





mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Artigos recentes

 


...

Bonança

Ti'Mariquinhas, mãos chei...

Infinito

...

...

Viagem

Serenidade

Triste Forma de Amar

Não deixes de nos olhar

Arquivo

 

Dezembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Outros Lugarejos



A-manh-ser
adesenhar
Ao Sabor do Vento

Branco e Preto II
By The Canon Viewfinder

Claras Em Castelo
Claras Manhãs
(A) Clareira
Codornizes
Chris

Da Condição Humana
Dias Desiguais
Doce Modo de Olhar a Vida

Entre Tempos Que Se Tecem
EREMITÉRIO
Estórias de Bicharocos e Bicharada
Estrada de Santiago
(O) espaço azul entre as nuvens
Estúdio Raposa-Luís Gaspar

Flávia Vivendo em Coma

Golden Oldies

Humores

Ilha dos mutuns
(In)Perfeições
Intemporal
It’s going to be, hold it, legendary

(O) jardim e a casa

Madrugadas de Volúpia
Mar de Sonhos
Menina Marota
Microargumentos
Migalhas
Ministério da Soltura

Na Linha das Linhas
noVI TÁ
Nuno de Sousa

Outros Olhares

Palavras da {{coral}}
Palavras em Desalinho
Partilhas
Plan(o)Alto II
Poemas de Amor e Dor
Poesia Portuguesa
poetaeusou...
Poetizando a essência de mim

Reflexões Caseiras
(O)Repórter Alentejano
Revelações...Avulsas

Sal p!car te
Sidadania
Silêncios da Minha Alma

Traços e Letras
Truca-Luis Gaspar

Um olhar sobre...
Uma Nova Cubata

Velas ao Vento
(O) Vento Contra a Cara
Vida de Casado

Webclub
Words


Lugarejos que me encantam



Comércio e Tradição
Fotolog de Ana Rita Pinto

Anúncios grátis
blogs SAPO
subscrever feeds