Terça-feira, 14 de Outubro de 2008

 

 

Fotografia de © LGB 2008

Fotografia de © LGB 2008

 
 
 
 
Na ponta dos meus dedos
Consigo a maior das sensações.
Arrebatar desta galeria de vidas
A inexplicável vontade
De ser o fim de algo
E acomodar entre um pôr de lua
E a orla duma tempestade,
A semente do futuro.
 
Intensa sensação esta!
 
Na ponta dos meus dedos
Sou capaz de imaginar
Os reflexos de luz
Que conseguirei depois lapidar
Dum pestanejar,
Transformando as noites
Em pirilampos…
 
Na ponta dos meus dedos
Esvoaço sobre o mundo
Tomando forma de miragem
Num balanço
Que lembra as árvores frondosas
Onde me abrigo.
 
Na ponta dos meus dedos
Aconchego-me num chão
Que pinto dum azul tão forte
Que me estonteia,
Que me faz sorrir,
A ponto de me banhar
Num encanto delicioso
Por tão mágico.
 

Omito que poderá chover mais tarde,

Pois que me perco nesta serenidade,
E danço

Sobre as nuvens que então desenho,

Ao som da melodia
Que flúi,

Até cair num bem-estar mais do que granjeado

Na ponta dos meus dedos agora sossegados.



publicado por Cris às 23:50 | link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Claras Manhãs a 15 de Outubro de 2008 às 13:20
Parabéns, minha querida!
Está uma beleza, como era de esperar vindo de ti.
Amanhã anuncio este novo blog, aviso-te desde já.
Que bom saber que voltaste.

beijo feliz por ti


De Cris a 15 de Outubro de 2008 às 19:50
Obrigada, Linda :-)
Está a ficar um espaço onde me sinto bem. E, enquanto escrevo, não penso (ou, pelo menos, tento afastar do pensamento o que de menos bom tem acontecido)

Um beijo, Querida.
Não tarda vou lá visitar-te e levar-te de novo a tal "carta de amor" do Fernando Tavares Rodrigues. :-)



De Claras Manhãs a 15 de Outubro de 2008 às 23:22
Ela está no lugar que a deixaste, minha querida.
É só ir às etiquetas e procurar ou por Fernando Tavares Rodrigues .
Mas já consegui o livro em que está escrito, vou passá-lo ao Xistosa, porque o tenho em arquivo.

beijinho


De Tudo um Pouco a 15 de Outubro de 2008 às 10:48
Parabéns cara Lugarejo/Euzica por este novo espaço.
É bom ver o regresso à escrita aberta, porque era evidente que o repouso não era eterno.
Beijo


De Cris a 15 de Outubro de 2008 às 19:45
Obrigada, de "Tudo um Pouco".
O meu nome é Cris.
O meu outro blog (Os meus encantos) parou, tal como eu havia dito.
Nunca me ouviram dizer que era eterno o repouso.
Ouviram-me e vão ouvir-me dizer sempre que o Amor, esse sim, quando verdadeiro, é eterno, tal como tantos outros sentimentos o são!
Obrigada pela visita.
Até breve, espero que tenha gostado.
Ainda não está como eu quero, por isso ainda não o divulguei, mas, já dá para eu escrever, o que, tal como também já deu para perceber, me dá me imenso prazer.
Não há escrita fechada. :-)
Há a que se vai guardando à espera da oportunidade para a partilhar.
Obrigada e espero que volte.

Um abraço,

Cris


Comentar post





mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Artigos recentes

 


...

Bonança

Ti'Mariquinhas, mãos chei...

Infinito

...

...

Viagem

Serenidade

Triste Forma de Amar

Não deixes de nos olhar

Arquivo

 

Dezembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Outros Lugarejos



A-manh-ser
adesenhar
Ao Sabor do Vento

Branco e Preto II
By The Canon Viewfinder

Claras Em Castelo
Claras Manhãs
(A) Clareira
Codornizes
Chris

Da Condição Humana
Dias Desiguais
Doce Modo de Olhar a Vida

Entre Tempos Que Se Tecem
EREMITÉRIO
Estórias de Bicharocos e Bicharada
Estrada de Santiago
(O) espaço azul entre as nuvens
Estúdio Raposa-Luís Gaspar

Flávia Vivendo em Coma

Golden Oldies

Humores

Ilha dos mutuns
(In)Perfeições
Intemporal
It’s going to be, hold it, legendary

(O) jardim e a casa

Madrugadas de Volúpia
Mar de Sonhos
Menina Marota
Microargumentos
Migalhas
Ministério da Soltura

Na Linha das Linhas
noVI TÁ
Nuno de Sousa

Outros Olhares

Palavras da {{coral}}
Palavras em Desalinho
Partilhas
Plan(o)Alto II
Poemas de Amor e Dor
Poesia Portuguesa
poetaeusou...
Poetizando a essência de mim

Reflexões Caseiras
(O)Repórter Alentejano
Revelações...Avulsas

Sal p!car te
Sidadania
Silêncios da Minha Alma

Traços e Letras
Truca-Luis Gaspar

Um olhar sobre...
Uma Nova Cubata

Velas ao Vento
(O) Vento Contra a Cara
Vida de Casado

Webclub
Words


Lugarejos que me encantam



Comércio e Tradição
Fotolog de Ana Rita Pinto

Anúncios grátis
blogs SAPO
subscrever feeds