De mariz a 6 de Janeiro de 2009 às 01:22
Grata Cris pela sardinheira - como eu gosto delas - e ainda pelo comentário aqui.
Por vezes chego a olhar para cima, como se o céu estivesse no tecto do meu quarto - onde me encontro agora, com o portáctil no cólo - e dou por mim a questionar: mas o que é que certas almas que me comentam, sentem, para escreverem paisagens tão belas se eu nada faço, senão estar por aqui...quietinha, sem a fazer ruído...tentando olhar com olhos de criança, para cada uma delas e sentí-las?! Peço perdão...mas se olham para vós mesmas/os, com uma diferente tonalidade... isso acontece...porque cada um/a reclama isso para si! - como alma caminhando consciente ou não, mas que no percurso que traçaram, aspiram seja glorioso! E o que é facto, é que estão a conseguir...pelo AMOR que se dedicam embora através de outrém!
Só posso sentir-me grata, se de alguma forma desperto esse lado Divinamente Mágico em vós...porque o Espírito faz isso mesmo.
Repito...o verso sufi: eu, sou tu! O que vês e sentes em mim...tu és assim!

Sempre...eternamente...
Mariz


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.